Confira as principais características do Windows 8.1 e se vale a pena a atualização

Faz pouco mais de um ano desde que o Windows 8 chegou ao mercado e assumiu a responsabilidade de ser o sistema operacional nativo de muitos aparelhos. Mas os tempos modernos estão cada vez mais apressados e exige que as novidades surjam a todo momento na rotina do consumidor.

E se a Microsoft cumpriu o prometido e remodelou quase que por completo o seu sistema operacional, com o Windows 8, era hora de lançar uma primeira atualização para o mesmo, para que queixas fossem sanadas, erros corrigidos e um alguns caprichos acrescentados.

Eis que, no início do mês de novembro, o Windows 8.1 surgiu disponível para download gratuito para aqueles que já possuem o Windows 8 rodando na sua máquina e com ele mudanças que podem agradar aos usuários que ficaram mais desorientados do que encantados com a nova interface do popular sistema da Microsoft.

Windows 8.1

Novidades existentes na atualização para o Windows 8.1

Entre algumas das novidades da versão 8.1 estão o botão Iniciar e a opção de desligar ou reiniciar o computador, antes não tão evidentes. O Iniciar, inclusive, foi uma das maiores broncas dos usuários e agora está novamente acessível a quem levar o cursor do mouse à parte inferior e esquerda da tela. Clicando no botão, os atalhos de acesso rápido são exibidos – é lá que os usuários do Windows encontram a opção de desligar, agora.

Outro ponto acrescentado no pacote foi uma forma de melhor personalização do desktop, podendo agrupar e redimensionar os blocos de programas, redefinindo-os de uma forma mais agradável às suas exigências. O sistema de busca ficou mais visível, evidente e útil, na nova versão do Windows. Não é mais necessário acessar o seu navegador para procurar por algo na internet, uma vez que o Bing, o buscador padrão da empresa norte-americana, faz um rápido levantamento da sua pesquisa – tanto on-line quanto nas suas próprias pastas.

A volta dos que não foram

O Windows MovieMaker e o Paint não se foram. Não exatamente, ao menos. Enquanto o primeiro agora responde pelo nome de MovieMoments, com funcionalidades a mais aos usuários com tela sensível ao toque, o segundo está disponível para download gratuito na Windows Store sob a alcunha de FreshPaint – um programa de recursos ainda simples, mas com mais funcionalidades do que o seu antecessor.

A Windows Store, por sinal, é um local onde os usuários devem sempre dar uma “visitadinha”, em busca de um novo aplicativo ou atualização que caiba no bolso ou venha somente ao custo de Megabytes.

Vale ou não vale atualizar?

Por se tratar de uma atualização e contar com recursos que vinham chateando muito fã dos Windows anteriores, vale sim. Por outro lado, o Windows 8 ainda é, afinal de contas, um sistema operacional visando o futuro e mais adaptável às telas sensíveis ao toque – ainda que mesmo as suas próprias funcionalidades ainda não sejam exploradas a fundo e contento.

Em suma: atualizar o Windows 8 para 8.1 não é um mau negócio – muito menos para quem já aderiu ao Windows 8 e não fez o tal do downgrade para o Windows 7.

3 comments on “Confira as principais características do Windows 8.1 e se vale a pena a atualização
  1. Luiz Souza

    Pra quem atualizou do XP home para o Windows 8 pro, como é meu caso, o reaprenzizado está sendo um pouco chato, mas não achei ruim não. O 8.1 acrescenta algumas melhorias e corrige alguns errinhos, nada muito significante, mas vale a pena! O que realmente me incomoda é o fato de me sentir pelado com toda a internet me olhando. A versão 8 do windows escancara o computador na rede e aí me dá uma saudade do meu velho e usado XP!

    • Jhonny Costa

      Oi Luiz, Acho que você se refere ao fato de ter que logar com sua conta da Microsoft no sistema, não é? Se for o caso você pode contornar isso criando uma conta local para tanto, vá em “Configurações-> Mudar Configurações do Computador-> Contas” e alterne para uma conta local. Abraço!

  2. Luiz Souza

    Oi Jhonny, Eu conheço a conta local, mas dependendo do que quiseres fazer no windows é mais conveniente logar pela conta microsoft. Skydrive é um exemplo, já que pra usar como ‘meus documentos’ temos que estar o tempo todo no outlook.com! De qualquer forma não acho um SO ruim. Gostei!

Comments are closed.