HSBC terá super-banco online

O banco HSBC lançará hoje seu banco virtual que deverá possuir quase todas as funções de um banco físico.

HSBC

Neste revolucionário sistema será possível interagir com o “HSBC Direct” via chat, abrir contas, efetuar transações bancárias e muito mais..

Os usuários do chamado “HSBC Direct” deverão pagar R$24,00 por um pacote ilimitado de serviço, com direito à relacionamento com o gerente via chat e limites pré-aprovados para cartão de crédito e cheque especial. Outro destaque é a tecnologia “Direct Token” que gera novas senhas à cada transação.

O HSBC investiu 70 milhões de reais neste projeto que já funciona em outros países e espera que só neste ano sejam abertas 100.000 novas contas.

6 comments on “HSBC terá super-banco online
  1. Carlos Santana

    Muito bom, mas todos ainda tem um pé atrás com este tipo de serviço.

  2. Marcelo B.

    Na boa, aplicar no HS… é pra mim confiar seu dinheiro suado a um governo desumano e totalmente repressor (vide o Tibete, Praça da Paz Celestial, etc). Alguns até dizem ditatorial e tal mas prefiro ver o meu suado dinheirinho em bancos brasileiros para que o dinheiro tenha pelo menos a possibilidade de ficar aqui no Brasil e não saia voando nas remessas de lucros que esses bancos estrangeiros fazem…

  3. Marcelo B.

    A propósito, desculpem pela opinião política num site de tecnologia. Tecnologicamente falando deve ser tão seguro como qualquer operação financeira na internet, ou seja, bem pouco seguro… Qualquer usuário que tope utilizar dos serviços de um banco assim tem que – no mínimo – ter um bom conhecimento de segurança de computadores (anti-vírus, anti-spyware e anti-malwares em geral) senão melhor nem usar pra não se arrepender depois…

  4. Anônimo

    Marcelo B, Boa noite. Meu nome é Fabio, trabalho no HSBC Direct e gostaria de esclarecer dois pontos: 1. o HSBC é um banco Inglês; 2. o modelo de segurança do HSBC Direct é referência mundial nos mais de 70 países em que está presente; Atualmente mais de 1,4 milhões de clientes já utilizam o HSBC Direct no mundo. Atenciosamente, Fabio

  5. Bruno Tarenta

    Fabio, Boa noite. Meu nome é Bruno, não trabalho no HSBC e gostaria de esclarecer dois pontos também: 1. O fato do HSBC ser inglês não o torna nacional, ele continua sendo estrangeiro(de gringos), como o Marcelo B. comentou. 2. Seja o modelo de segurança o “dito” mais sofisticado do mundo, referência e coisa e tal… ele continua sim, sujeito a falha, fraudes e invasões. – Recentemente duas empresas desenvolvedoras de software antivírus(uma delas no topo da lista com o melhor antivírus e suíte da atualidade) admitiram públicamente que tiveram seu site violado e q “algumas” informações de seus clientes ficaram expostas por certo período. A microsoft está oferecendo 250 mil dolares pelo criador do Conficker… e por aí vai). Resumindo, o HSBC é estrangeiro sim, custando 70 milhões ou mais ele continua não sendo 100% seguro(principalmente em se tratando de banco que é o maior alvo) e por fim, o marcelo continua certo ao afirmar que os bancos, como todas as empresas estrangeiras remetem o dinheiro para outro país(isso quando não fazem ilegalmente numa “evasão de divisas”). Desculpe qualquer coisa, creio que você está certo em defender a sua empresa pq deve te pagar bem para isso, mas a “realidade” infeliz sobre as empresas estrangeiras e segurança na net é essa.

  6. Bruno Oliveira

    Boa tarde !!!!! Bom, acredito que o HSBC mostrou eficiencia e credibilidade nas operações e serviços oferecidos a seus clientes creio que a intençaõ é facilitar e trazer comodiade ao cliente por isso usando um dos meios mais obejetivos e acessiveis a internet o HSBC poderará trazer oque todos procuram rapidez,eficiencia e comodidade tendo todo o serviço bancario sem precisar sair de casa, não estou e nem quero promover o HSBC Direct mas acredito que o mundo esta evoluindo e precisamos evoluir com ele ,mas se você continuar sempre com um pé atraz e não arriscar, pode continuar gauardando seu dinheiro em baixo do colchão e ter a conciencia mais leve confiando em sí mesmo…

Comments are closed.