Plano nacional de banda larga sofre corte de verba

Depois de ser adiado por diversas vezes e ainda meio “duvidoso”, agora o Plano nacional de banda larga sofreu um corte de orçamento de R$ 400 milhões.

Plano nacional de banda larga

A Telebrás reduziu quase pela metade o orçamento de R$ 1 bilhão destinado ao PNBL. Com a redução, Rogério Santanna, presidente da autarquia, diz que ainda não fez um “ajuste fino” mas que acredita que isso dará liberdade para novos contratos e que mesmo assim deverá cumprir a meta de levar a banda larga popular para 1.163 cidades ainda este ano.

Fonte: O Globo, Estadão e Convergencia Digital

12 comments on “Plano nacional de banda larga sofre corte de verba
  1. Credibilidade

    Será o PNBL não vai sair por inviabilidade técnica?

  2. Augusto

    Aparentemente, vem aí mais um programa como todos que se referem a tecnologia nesse país: as dificuldades e encargos pro governo ficam tão grandes que o “popular” acaba excedendo os próprios valores comerciais vigentes. Um exemplo foi o “Computador para Todos”, em que os PCs do governo custavam mais de que os vendidos pelas empresas privadas.

  3. Anônimo

    Neste país asqueroso, governados por ávidas ratazanas, não se pode esperar nada diferente.

  4. Anônimo

    Mas está tudo certo, pois se após dois mandatos dessa gangue, não foi implantado, por que agora seria? E o povão votou pela permanência desse governo é porque aprovou sua gestão. Cada povo tem os governantes que merecem, pois é o povo que os coloca lá.

  5. Mauro Stone

    O projeto inicial já era um coco até tornar-se uma verdadeira porcaria, com essa redução de verba.O ajuste fino tem que ser feito é no bolso desses safados.FLW

  6. Anônimo

    Vejam o blog do Reinaldo Azevedo, na veja, comentando sobre este rio de mer** que é a telefonia do brasil, com b minúsculo mesmo, e o intestino que é ANATEL, ESTÁ CHEIA DE VERMES FAMINTOS, POR ISSO O QUE SAI DALI CAUSA MUITO MAL À POPULAÇÃO BRASILEIRA.

  7. Anônimo

    Vejam comentário de Reinaldo Azevedo, na Veja.http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/

  8. FRANCISCO JOSE DE OLIVEIRA

    É a vez da OI, antiga Telemar, entrar e explorar o ramo e cobrar um absurdo aos usuários. 600 KBPS a gente paga quase 200 reais. Abaixo a OI, MULTINACIONAL. Viva a Internet livre.

  9. Luiz Souza

    Politica de novo? Vamos voltar ao mesmo ranho novamente?

  10. Léo

    é muito difícil esse plano sair do papel, pelo simples fato de nesse país o que manda é o dinheiro. enquanto a população achar essas e outras coisas normais, continuara assim,pois toda e qualquer mudança em um país democrático deve partir do envolvimento da sociedade e não somente do empresariado. ao invés de ficarem criticando tal ato mobilize sua família, sua vizinhança a debater sobre o assunto.

  11. Paulo

    Perfeito, é preciso ter concorrencia no setor privado, assim o preço e a qualidade do serviço seria melhor, o governo precisa cuidar da saúde, educação, segurança, moradia.

  12. Claudia

    I-NA-CRE-DI-TA-VEL…Logo agora que passou o ano da eleição???!!!???

Comments are closed.