Tablets ainda em ascensão, mas em queda, no mercado brasileiro

Os portáteis têm dominado o mercado a passos largos. E quem não deixa que a afirmação anterior passe por mentirosa ou infundada é a IDC Brasil, cujo recente levantamento revela que 1,8 milhão de tablets foram comercializados no terceiro trimestre deste ano.

Isso representa um aumento de 134% nas vendas, se comparado ao mesmo período do ano anterior. No entanto, os expressivos números não foram suficientes para encontrar um lado menos vitorioso nos dados da pesquisa.

Tablets ainda em ascensão, mas em queda, no mercado brasileiro

Ao que tudo indica, com relação ao trimestre anterior, o segmento registrou uma sensível – e inédita – queda de 2%. Bruno Freitas, gerente de pesquisas da IDC, afirma que é muito cedo apontar causas e consequências que levaram a esses recentes números, principalmente por ser um mercado ainda novo no cotidiano.

O setor pode apresentar uma possível sazonalidade, onde datas festivas, como o dia das mães, puxam o volume para cima, assim como ocorre no mercado de celulares”, resume Freitas sobre a queda em vendas.

om o Black Friday, que aqueceu o mercado para as festas de fim de ano, a expectativa é que o mercado continue em alta, mantendo altos picos até o ano de 2014, quando esperam uma consolidação dos aparelhos – principalmente pelos valores competitivos de mercado para vencer a concorrência.

A porcentagem pode não ter ajudado a comercialização de tablets, no terceiro trimestre, mas evidencia, cada vez mais, que os portáteis ainda possuem fôlego para aquecer bastante as vendas e fazer parte da rotina de muita gente, futuramente.