Telefônica, Anatel e o Procon

Conforme publicado aqui, a Telefônica suspendeu temporariamente a comercialização do serviço Speedy e publicou a nota que segue abaixo na íntegra:


A Telefônica tomou conhecimento, nesta segunda-feira (22/06), por meio de publicação no Diário Oficial da União, de despacho da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) determinando, entre outras medidas, a suspensão temporária da comercialização do serviço Speedy.

Ao longo do dia, a empresa buscou obter, junto à Anatel, acesso aos termos do processo em trâmite na Agência, contendo o informe e a fundamentação do ato e mais informações sobre a natureza e extensão das medidas. Por volta das 18 horas, a Telefônica recebeu notificação da Anatel contendo o teor integral do despacho, sem, no entanto, ter tido acesso aos demais documentos.

Em atendimento às determinações da Anatel, a Telefônica informa que está tomando as medidas necessárias para suspender temporariamente a comercialização do serviço, por meio de sua central de atendimento, a partir da 0h desta terça-feira (23/06). A empresa também está tomando medidas para suspender a comercialização do serviço, no menor prazo possível, por meio de outros canais de vendas.

A empresa esclarece que a decisão da Anatel não impacta nem interrompe os serviços prestados aos atuais usuários do Serviço Speedy.

A Telefônica reafirma, desta forma, seu permanente respeito às instituições e à legislação brasileiras e à regulamentação do setor de telecomunicações.

O Procon de São Paulo se pronunciou e reforçou que a Telefônica é novamente a campeã de reclamações, e por este motivo, abre um espaço em seu site à partir de hoje (23/06) para que todos os consumidores que enfrentaram ou estão enfrentando problemas denunciem.

O serviço de banda larga Speedy enfrentou diversos problemas técnicos este ano chegando a ficar “fora do ar” por mais de 2 dias em alguns locais.

Fonte: Reuters e G1
Home: www.procon.sp.gov.br

2 comments on “Telefônica, Anatel e o Procon
  1. Agnaldo

    Telefônica, vai se ferrar …

  2. Gomes

    Está na cara que a Telefónica parou de encher os bolsos de alguns políticos para que a coisa chegasse a esse ponto. Alguém discorda?

Comments are closed.